Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Às voltas

por Inútil, em 27.12.07
Portugal.
País de brandos costumes e do maior assador de castanhas do mundo.
Terra de seculares tradições. Fado. Futebol. Iscas com elas e pataniscas de bacalhau.
E rotundas.
Há duas coisas na vida que me custam realmente a entender:

- o porquê de Camacho insistir no Di Maria na ala direita quando está mais que visto que o homem só tem pé direito para sair do autocarro.
- a fixação dos autarcas em construir rotundas.

E dizem vocês, "Epá, ò Inútil, o gajo joga na direita porque assim pode flectir para o centro do terreno". Tudo bem.
E as rotundas?
É impossível andar 200 mts numa estrada nacional sem esbarrar numa rotunda. Ora vazia, ora com canteiros, ora com repuxos, ora com letreiros luminosos dando as boas vindas à freguesia de Boavista dos Pinheiros.
E porquê esta obsessão? É alguma lei autárquica? Motivos ornamentais? Não faço ideia. Não há de ser certamente para facilitar o fluxo do trânsito na zona, porque ainda está para nascer o português que saiba conduzir bem dentro de uma rotunda.
Acredito que, daqui a uns séculos valentes, as gerações vindouras irão olhar para as rotundas da mesma maneira que nós olhamos para Stonehenge.
Quem deixou este legado? Qual seria o seu propósito?
E acredito ainda mais piamente que os estudiosos da altura chegarão à mesma conclusão que eu: que as rotundas são umas merdas sem utilidade nenhuma.
Talvez só mesmo para os bate-chapas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:37


8 comentários

De Pearl a 10.01.2008 às 07:06

LOLOL
as rotundas escoam o transito melhor que os semáforos, dizem os entendidos...
eu gosto de andar ás voltas nas rotundas... então quando passo numa pela primeira vez, dou sempre a volta completa...lol
Maluqueiras!!!
:o)))***

De Inútil a 28.12.2007 às 13:55

Mik@ - Não, é mesmo Portugal.

Medusasss - Pois... mas num país onde se matam nas estradas 16 gajos em dois ou três dias, todo o cuidado é pouco.

Wednesday - São uma sagrada palermice, isso sim!

Marisa - Iscas caem sempre bem, com a bela da batata cozida a acompanhar! Quando tirares a carta, logo vês.

De Marisa a 27.12.2007 às 21:18

Olha que coincidencia! Hoje comi iscas ao jantar. E que boas que estavam.
Quanto as rotundas, não sei bem a moça que fazem na condução. Sou uma descartada assumida :P

De wednesday a 27.12.2007 às 20:42

As rotundas são sagradas:P

De medusasss a 27.12.2007 às 20:08

Coimbra é uma cidade antiga, senão teria muitas mais rotundas...

O que eu gosto mesmo é de ver os autarcas a alimentar os senhores da construção civil com remodelações estéticas das ditas de 2 em 2 anos.
A última grande operação de "vamos pagar com juros as luvas das eleições" alterou todo o design das ditas, que ficaram mais largas e com o rebordo a granito a um altura de 20cm do chão... creio eu que para assim calar a boca aos lobbies dos pneus, suspensões e demais chaparia.

Mas, ouvi dizer que as rotundas são o sinal evidenciador no nosso 3º mundismo, já que em países civilizados a regra da prioridade para quem vem da direita chega perfeitamente.

Beijinhos Inútil

De mik@ a 27.12.2007 às 18:04

looool isso é um abuso!

De Inútil a 27.12.2007 às 14:10

Já no caso de Alverca, que é uma cidade pequena, as rotundas são mais que as mães. Que eu me lembre, são no mínimo 8. No espaço de 2 kms. É bonito.

De mik@ a 27.12.2007 às 11:35

olha aqui nem há muitas rotundas... umas 4 na cidade talvez. e aquela porra e tao piquena que a maior parte das pessoas a faz a direito a não ser que queira vivar pro lado oposto ou inverter a marcha. por isso eu nem lhes chamava rotundas, é mais pseudo-estorvos.

Comentar post



Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo seu artigo logo se vê que o amigo não conhece...

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...