Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Chapéus há muitos

por Inútil, em 21.11.07
Eis que estamos oficialmente no inverno.
Bem sei que ainda não chegámos a 21 de Dezembro, mas para mim o inverno começa quando tenho que meter o edredon na cama e andar com peúgas de lã por casa.
Pessoalmente, detesto o inverno.
Não gosto do frio, não gosto da chuva, não gosto de ouvir os grandes êxitos natalícios na versão do Kenny G em tudo o que é superfície comercial, não gosto de ir para a banheira com o mesmo entusiasmo que um condenado tem a caminho do cadafalso e, acima de tudo, abomino os chapéus de chuva. Não é o acto de andar com ele. Não senhor, é mesmo o chapéu em si.
Prefiro apanhar água na moleirinha do que andar na rua feito nabiço, a travar uma batalha titânica contra o vento, que insiste em virar o chapéu do avesso e transformá-lo em algo que mais parece um bebedouro para pardais.
Além disso, há uma tremenda falta de habilidade do pessoal no que toca à condução do dito acessório. Os passeios de Lisboa são demasiado pequenos para albergar dois indivíduos munidos de tal artefacto. As pessoas cruzam-se, os chapéus ficam engalfinhados e fica o caldo entornado, com toda a gente a ir ao banho. É chato.
Depois há a questão da altura. Num mundo ideal, a posse de chapéus de chuva só seria permitida a criaturas com mais de metro e oitenta. Um chapéu nas mãos de uma pessoa com metro e sessenta é uma arma branca. Amorosas velhinhas depressa se transformam em seres facínoras, capazes de vazar uma vista a alguém com as varetas daquela bodega.
Quem insiste em usar chapéu, devia ser submetido a um exame que o desse como apto a ser portador de semelhante protecção pluvial. Só para evitar contingências.
Há campanhas de prevenção da sinistralidade rodoviária. Porque não apostar na prevenção de acidentes com chapéus? Metiam a fotografia de um rapazola com uma pala no olho e uma legenda do género "Falta de cuidado na condução do chapéu é meio caminho andado para pôr alguém a ver o Natal dos Hospitais ao vivo. E mal. Festas felizes.".
Ou uma imagem de um pirata, igualmente com uma pala e a legenda "Conduza o seu chapéu com civismo. Este Natal não pilhe a vista a ninguém. Ho-ho-ho.".
A sociedade clama por isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:24


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo seu artigo logo se vê que o amigo não conhece...

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...