Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Opá, vão gozar com o cacete

por Inútil, em 17.03.08

E depois queixem-se que ninguém dá apoios à investigação científica...

Vão mas é trabalhar, cambada de malandros!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:25


Uma questão de desgosto

por Inútil, em 17.03.08

Ela - Olá, há quanto tempo! Que é feito? Estás bom?

Ele - Oi. Pois, nem por isso...

Ela - Então, que se passa?

Ele - Apanhei um desgosto recentemente.

Ela - E depois?

Ele - Perdi o apetite, não durmo como devia... não me sinto nada bem.

Ela - Partiram-te o coração, foi?

Ele - Sim, de certa forma.

Ela - Pois é... as desilusões amorosas são sempre uma valente dor de cabeça.

Ele - Desilusão amorosa?

Ela - Não é vergonha nenhuma ...

Ele - Mas quem é que falou em desilusão amorosa?

Ela - Então estavas a falar de quê?

Ele - Do Benfica...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 03:41


As calças

por Inútil, em 14.03.08

Sou um íman de calamidades.

Bateram-me à porta há bocadinho. Era o senhor da lavandaria, que trazia a minha roupinha lavada e passada a ferro.

Passa-me um par de calças para a mão.

Um par de calças que eu nunca tinha visto em toda a minha vida.

Entrega-mas com uma naturalidade desmesurada.

E digo eu: "Ah... estas calças não são minhas".

E diz ele: " Não são suas?".

"Não são minhas", respondo eu.

"Será de alguém da sua casa?", pergunta ele.

"Hum, não me parece", retorqui eu.

"Então são de quem?", indagou ele.

"Não faço a mais pálida ideia. E as minhas, estão onde?", inquiri eu.

"Não faço ideia", afirmou ele.

 

Socorro. A minha vida é um episódio de Monty Python .

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:56


Técnicas de abordagem ao sexo feminino

por Inútil, em 14.03.08

III - A técnica Fernandes, o pedreiro Casanova

 

É, de todas, a abordagem mais simples.

Está farto de uma vida de solidão e quer finalmente partilhar esse prédio em construção que é a sua vida com alguém? Calha a todos, meu amigo.

O problema é que a oferta é muita e você não faz ideia de por onde começar a procurar.

A palavra-chave aqui é coerência.

Você não tem frases estudadas nem coisas particularmente bonitas para dizer, por isso limite-se ao que sabe. Pode não ser muito mas sempre diminui as hipóteses de asneirada.

Dispare impropérios a torto e a direito do alto do seu andaime como forma de treino.

Quando estiver com os pés em terra, pratique aquilo que treinou com tanto afinco, mas de uma forma mais moderada.

Se bem que galanteios como "Contigo, era até achar petróleo" sejam elogiosos, poderá haver quem não aprecie ouvir tal comentário de apreço. E você ainda não tem um público-alvo definido, não é? Pois é. Vá com calma.

Eventualmente, há-de chamar a atenção de alguma fêmea com a auto-estima pelas ruas da amargura, ansiosa por investigar tão veemente forma de confessar atracção.

Ela mordeu o isco, está na hora de recolher a linha!

Convide-a para jantar, diga que lhe quer mostrar uma faceta sua que poucos têm o privilégio de conhecer.

Romanceie a criatura. Dê-lhe coisas bonitinhas. Seja galante. Em suma, levante-lhe a moral.

Mas cuidado, seja ordinário de vez em quando! Se ela adquirir auto-estima suficiente consigo, vai ver que merece melhor que uma bestinha como você.

Será esse balanço que o amigo leitor terá de encontrar para evitar ser mandado às urtigas.

É simples, não é?

Dois passos em frente e outro para trás farão de si um homem feliz. Não tem nada que enganar.

 

Alvo: Fêmeas espiritualmente fracas e carentes de atenção.

Para quem serve: Machos prosaicos, com poucos escrúpulos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48


Good news, Bad news

por Inútil, em 13.03.08

James e Jamiroquai no Super Bock Super Rock? Muito bom, senhores!

Ai é no Porto? Assim, já não é tão bom.

Pois que terei de peregrinar 300 kms para cima e outros tanto para baixo.

Pôrra.

E é por estas e por outras que eu sou contra a descentralização.

 

Jamiroquai - Corner Of The Earth

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:12


Técnicas de abordagem ao sexo feminino

por Inútil, em 12.03.08

II - A técnica Carlos Paião

 

Esta é a abordagem mais intimista.

Você pousou os olhos numa fêmea que lhe agrada mas não sabe como tomar a iniciativa.

Não consegue deixar de pensar nela a cada minuto que passa?

Bonito sentimento.

O seu problema é dar o primeiro passo, certo?

É compreensível, não tenha medo. É espantosa a quantidade de coisas que perdemos só por ter vergonha de as pedir.

Como iniciar o processo de conquista? Nada mais fácil.

Comece a aparecer nos mesmos sítios que ela frequenta normalmente, nos mesmos transportes públicos que ela utiliza.

Romanceie subtilmente com olhares de cobiça a senhora em questão. Seja discreto, mas faça-a ver que você está lá.

Eventualmente, ela irá habituar-se à sua presença.

É chegada a hora da investida.

Faça como na canção "Cinderela" e a medo diga-lhe "O meu nome é Pedro e o teu qual é?".

Obviamente, a táctica acima descrita só irá surtir efeito se você se chamar Pedro.

A não ser que mude o nome do interlocutor, claro. Mas já não soará tão bem.

Deixe as coisas correrem assim nesse ritmo calmo. Devagar. Em banho-maria.

Verá que num desses momentos, surgirão sentimentos a falar por si. Pegue-lhe docemente na mão e diga "Sabes, Cinderela, eu gosto de ti".

Não tem necessariamente de lhe chamar Cinderela, pode tratá-la pelo nome próprio.

Apelidá-la de Cinderela poderá dar-lhe fama de tótó mas é bonito e, vendo bem as coisas, faz de si uma espécie de príncipe encantado.

Está no bom caminho, mas nada de meter os pés pelas mãos. Mantenha esse seu jeito cavalheiresco.

Ou ainda se transforma numa abóbora.

 

Alvo: Fêmeas inveteradamente solitárias e românticas.

Para quem serve: Machos tímidos e choninhas, relutantes em dar o primeiro passo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:27


Uma questão de fogareiros

por Inútil, em 10.03.08

Os taxistas de Lisboa guiam-se todos pela religião da alarvidade ao volante.

Os stops são para seguir caminho, os amarelos são verdes elevados ao quadrado e as passadeiras rectas da meta com zona de velocidade.

Logo hoje, que estava com pressa, me havia de calhar o único desses bárbaros que está amestrado. De Sta Apolónia ao Castelo, nunca chegou a meter uma 5ª, aquele animal. Passadeiras, não falhou uma. Se via um amarelo na Av da Liberdade, começava a travar em Sacavém.

Que pôrra . Pelos vistos, a Lei de Murphy também atinge os fogareiros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:33


Técnicas de abordagem ao sexo feminino

por Inútil, em 09.03.08

I - A técnica BBC Vida Selvagem

 

É a abordagem mais científica e a que requer mais preparação.

Você é um leão, à caça de presas apetecíveis, nessa vasta savana que é o seu quotidiano.

Primeiro que tudo, há que escolher um alvo.

Já sabe qual é? Óptimo.

Como pode constatar, o objecto da sua cobiça move-se habitualmente em manada. Os principiantes cometem o erro crasso de atacar precisamente neste contexto. É uma asneira, pois as outras gazelas da manada logo se prontificarão a auxiliar a presa atacada, desbaratando a auto-estima e reputação do leão.

A palavra-chave é paciência.

Espere, como qualquer predador digno desse nome faria. Estude os hábitos da gazela em questão. Adopte os seus padrões de comportamento. Pense como ela e aprenda a antecipar-se a todas as suas acções.

Apesar de ser bicho gregário, a a gazela também tem os seus momentos de solidão e quietude. É essa a altura propícia para desferir o seu assalto. Surja do meio da nada com esse seu jeito intimidatoriamente viril e ataque! Direito à jugular! Só terá esta oportunidade pois imediatamente a seguir ela fugirá para junto do seu grupo, relatando minuciosamente todos os detalhes da sua investida.

Seja um leão, tome a iniciativa. Sacuda a juba e ruja como uma fera.

Você é o rei da selva, comporte-se como tal!

Mas cuidado! Um passo em falso e todas as manadas da cidade ficarão a saber que você anda ao ataque. Terá mais chances de ver o Sporting ser campeão europeu do que conseguir voltar a aproximar-se de uma delas.

 

Alvo: Fêmeas frágeis, indefesas e vulneráveis.

Para quem serve: Machos possantes, ligeiramente psicóticos e com problemas de interacção com membros do sexo oposto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:53


A minha equipa

por Inútil, em 09.03.08
É uma anedota.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:16


Um clássico enérgico

por Inútil, em 07.03.08

Só mesmo para ver se recupero os níveis anímicos depois do jogo de ontem.

Faltou-nos um bocadinho assim (----------------------------------------------------------).

Pôrra, Cardozo. Aquela bolachada não valeu dez milhões de euros.

Bem, adiante.

 

 

 

The Cult - She Sells Sanctuary

 

Bom fim de semana!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:05



Sobre o Inútil

foto do autor


Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo seu artigo logo se vê que o amigo não conhece...

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...