Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



II - O treinador de bancada

Geralmente de sexo masculino, o treinador de bancada (chamemos-lhe TB, para simplificar as coisas) pode ser habitualmente encontrado num estádio de futebol ou na mesa do café mais próxima da televisão, sempre em dia de jogo da sua equipa.
Em qualquer um dos casos, o TB é fácil de identificar. Seja pela sua constante gritaria ou pelo seu frenético gesticular ofensivo, a sua presença dificilmente passa despercebida.
Durante os noventa minutos que dura a partida, o TB vocifera alarvemente sugestões tácticas para dentro do relvado (ou para o ecrã, se for caso disso), sendo comum ouvi-lo dizer frases como "sai do buraco, porra!", "irra, querem ver que tenho de ir para lá eu para marcarem a porcaria de um golo?" ou "eu quando era mais moço corria mais que esta canalha toda junta, pá!".
Estes chavões variam igualmente consoante o clube pelo qual o TB torce. O TB benfiquista, por exemplo, é célebre por ser capaz de gritar repetidamente desde o primeiro minuto de jogo a frase "Mas 'tás à espera de quê, ò meu palhaço? Fo**-se, mete o Mantorras, car****!".
A quintessência do TB, aquilo que o define e caracteriza, é o seu grau permanente de insatisfação para com a actuação da sua equipa, mesmo em caso de vitória com goleada. Se a equipa ganhar por quatro golos, jogou mal, porque devia ter ganho por cinco. Para o TB, a sua equipa nunca joga suficientemente bem.
Questionar essa insatisfação é pôr em causa os seus ideais tácticos e isso é um erro potencialmente perigoso. O acto de criticar as suas ideias e opiniões despoleta no TB uma fúria imediata, podendo tornar-se agressivo. Os seus pareceres são, na sua opinião, verdades dogmáticas e por isso inquestionáveis.
Todavia, é aí que reside a incoerência do seu estatuto, já que os seus conhecimentos tácticos são frequentemente escassos e/ou duvidosos.
Lamentavelmente, o TB acha que tem sempre razão, julgando-se o dono da suprema verdade futebolística, o que torna deveras difícil a tarefa de conseguir apreciar uma partida de futebol na sua proximidade.
Todo o TB aspira ao reconhecimento mediático e à notoriedade televisiva, tendo como exemplo os casos de sucesso de TB's como Rui Santos ou Miguel Sousa Tavares.

Grau de incómodo - 8,5.
-São uma praga. É impossível assistir a um jogo de futebol ao lado de um exemplar desta espécie em paz e sossego. Se o Dalai Lama viesse até cá, fosse a um estádio ver uma partida e se sentasse ao lado de um TB, não chegava ao fim do jogo sem ter vontade de lhe dar uma valente vergastada no lombo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:27


Cuidado com as imitações

por Inútil, em 04.09.07
"O utilizador deve dar crédito ao autor original, da forma especificada pelo autor ou licenciante."

É o que diz uma das alíneas daquela coisa da licença Creative Commons ali ao lado.
Tendo isso em conta, o que é que passa na cabeça da alguém para plagiar os disparates que aqui andam?
Pois é.. não evitei a surpresa ao descobrir que isto e isto foram reproduzidos ipsis verbis (com o bonequinho do Clark Gable e tudo), aqui e aqui.
Epá, não sabem o que hão de escrever, partilhem receitas de bacalhau. Desenhem bonequinhos sorridentes. Contem como foi o vosso primeiro dia de escola. Façam composições sobre os animais do campo. Façam sugestões de novos cortes de cabelo para o Paulo Bento. Qualquer coisa.
Fazer um copy-paste das minhas parvoíces é que não, pá! São palermices, sim senhor, mas são as minhas palermices.
Se é para fazer plágio, ao menos façam o favor de plagiar blogues mais jeitosos, com qualidade! Como já fizeram à Pipoca, à Mia, à Leididi e à Kiss Me. Não garanto é que elas fiquem efusivamente agradadas com isso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:52


Tira a Teima

por Inútil, em 03.09.07
De vez em quando, o Porto lá presenteia o resto do país com algumas coisitas de qualidade.
Não comecem com metáforas e analogias futebolísticas, por favor.
Não. Estava-me a referir, mais concretamente, aos Clã.
O single do próximo álbum deles é a verdadeira definição musical do Verão.
É boa disposição imediata. Apetece saltar e dançar de braços abertos, esquecendo tristezas e melancolias.





Clã - Tira a Teima

Espero ansiosamente por Outubro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:38


As músicas que ficam

por Inútil, em 03.09.07
Já tinha falado acerca daquelas músicas que mesmo quando ouvidas só uma vez, ficam automaticamente gravadas na nossa cabeça. E sabe sempre bem ouvi-las. E voltar a ouvi-las. E ouvi-las novamente. Quantas vezes forem possíveis.
Só aqueles que estão ao nosso lado são capazes de não achar grande piada à partilha da experiência.
Tenho um colega que, em tempos idos, chegou a gravar um CD só com uma canção, repetida até ao limite do espaço disponível.
Comigo, nem sempre é a mesma. A música ouvida até à exaustão varia consoante a disposição, quase como aqueles galos que mudam de cor consoante o tempo.
Hoje foi esta. E nem agora cansa.




James - Laid

E vocês? Não se cansam de qual?



P.S: Por falar nos galos que mudam de cor consoante o tempo, o D-Mail tem também uma palavra a dizer quanto a isso. Naturalmente. O que é que estes gajos não vendem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:50


Intrujados

por Inútil, em 03.09.07
Cheira-me que estes se vão ver gregos para ganhar o que quer que seja.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:45

Pág. 5/5



Sobre o Inútil

foto do autor


Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo seu artigo logo se vê que o amigo não conhece...

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...