Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Verão

por Inútil, em 06.08.05
Estamos no verão. Um calor insuportável entra por todas as arestas dos nossos lares. Longas noites de insónia prolongam-se devido ao braseiro que está. Passeamos na rua com várias manchas nos sovacos e costas e rios de suor correm-nos pela cara abaixo. Não dá nada de jeito na televisão.
Pior que tudo, o país é acometido de uma vaga de incendios que pode ser vista do espaço.

Ninguém me convence que estes fogos não têm origem criminosa. Só pode.
Mas infelizmente, num país onde a pena máxima de prisão são uns miseros 25 anos, menos uns trocos com as amnistias, acho que os castigos aplicados aos incendiários nunca são proporcionais ao mal causado. Para mim, era regá-los com gasolina, enfiar-lhes uma maçã na boca e um ramo de salsa no rabo, e pegar-lhes fogo. Mas isso sou eu.

Mas a maior praga de verão não são os incêndios. É Zézé Camarinha a fazer anuncios publicitários. Ao que tudo indica, a sua contratação pela OLÁ não foi feita ao calhas!
Diz o famoso engatatão que "Quem me contratou analisou bem a dimensão que tenho junto das mulheres e da juventude. Elas vão todas comer gelados, eles também, e toda a gente vai comer gelados". Acho que perante este argumento está tudo dito. O homem nasceu pra vender gelados! Metam-lhe um boné branco e soltem-no numa praia a gritar "olááá fresquinho" e recordes de vendas serão batidos. Mas há mais!
O galã da Praia da Rocha explica que também foi contratado porque "Tenho uma imagem muito positiva. Transmito à juventude valores como não beber não fumar e ainda os faço perceber que é normal conquistar e gostar de mulheres para não nos tornarmos aberrações".
Um novo icone da juventude nasceu!
O Correio da Manhã foi inquirir junto de especialistas o que achavam de Zézé ser a nova cara da Olá. Achei a seguinte opinião fantástica: “Não o conheço para fazer juízos, mas os media passam dele a imagem de um ‘macho man’ que usa as mulheres e deita fora. Se a Olá o escolheu para ser rosto da campanha é porque tem uma estratégia. Se serve para engatar as ‘bifas’ também serve para vender gelados.”
Resta dizer que a autora de tal disparate foi Lili Caneças.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:19


Uma questão de contas

por Inútil, em 05.08.05

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:39


Não é um perfume, é O perfume!

por Inútil, em 05.08.05
Este pode vir como anexo ao meu comentário anterior.
Foi lançado recentemente o perfume oficial do Sport Lisboa e Benfica.

De acordo com informações do site, este perfume tem "Aromas únicos, inspirados no espírito de equipa do clube, que transmite aos jovens modernos uma consciência de desportivismo e fair-play". Tudo isto num perfume. Só mesmo no Benfica. Mas há mais!
O perfume chama-se Unum, nome que segundo o site "identifica um aroma único que apela ao espírito de união dos jovens". Fabuloso, não é um perfume, é uma lição de vida.
Até o conceito da embalagem contem algo transcendental, senão vejamos "A cor vermelha escolhida para ele comunica mística, força e paixão, enquanto o branco do perfume feminino apela à pureza, equilíbrio e simplicidade". É no minimo genial!
Se o Dalai-Lama usar perfume, será certamente Unum.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:18


Um clube ou uma marca?

por Inútil, em 05.08.05
Li há pouco a seguinte noticia:

"Manchester United abre restaurante na Indonésia

A Manchester United Food and Beverage (Asia) Pte-Ltd, empresa ligada ao clube inglês na área do merchandising, abriu um novo bar-restaurante e loja, onde vende artigos do clube, no centro de Jakarta."

Depois, li esta:

"Real Madrid negoceia a construção de "Parques Temáticos

O presidente do Real Madrid, Florentino Perez refere no jornal espanhol "As" que o seu clube está a negociar com os municípios de Miami (EUA) e Pequim (China) a construção de dois "Parques Temáticos"".

Tenho a ideia que hoje em dia os clubes futebolisticos não são mais que simples marcas comerciais.
O estatuto histórico e carismático que cada clube tem é mantido pelos adeptos, não pelos corpos administrativos.
É a mercantilização do futebol. Os contratos publicitários de Beckham substituiram a magia de Maradona. O mediatismo de Zidane revezou o génio de Cruyff. Já para não falar nas birras nada profissionais de Miguel do Benfica e Essien do Lyon, por exemplo. Os futebolistas actualmente são mercenários, ao serviço de quem lhes pagar mais. Verdadeiras prostitutas futebolisticas. Amor à camisola já não há, ou há pouco. Para quem gosta de futebol, como eu, isso é triste.
A culpa disso, não sei de quem é. Mas grande parte dela passa pelos grandes clubes europeus, que trocaram as sendas das vitórias e do espectaculo pelo lucro proveniente da venda da marca do clube. Estes clubes já não representam a prática de desporto, mas sim negócios.
Chamem-me sentimental ou revivalista, mas é assim que eu penso...

Em todo o caso, fica a sugestão para o Glorioso! Restaurante, temos o do Barbas, já chega esse.
Para parque temático, tenho algumas ideias para diversões:

-Afunde o Miguel, diversão em que Miguel, jogador do Benfica seria colocado numa tábua por cima duma tina com água. Cada concorrente tem 3 bolas para tentar acertar no alvo e afundar Miguel. Se acertar em Miguel, leva bola de bónus.

-O Garrafão de Toni, área temática na qual o cidadão seria convidado a sentar-se à mesa com Toni e António Simões, a beber copos de 3 de tinto carrascão. O primeiro a caír para o lado pagaria a conta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47


Problema com a bebida

por Inútil, em 05.08.05
Admito-o sem vergonha nem pudor.
Tenho um problema com a bebida: está um calor infernal e não tenho cerveja fresca em casa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:36


Outra dúvida

por Inútil, em 05.08.05
Só sou eu, ou há mais gente por aí a achar que Michael Knight, o justiceiro, é no fundo o irmão gémeo há muito desaparecido de Marco Paulo? Acho que há aqui nesta história material em bruto para mais um sucesso TVI.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:57


Dúvida

por Inútil, em 05.08.05
Onde irão os sem-abrigo guardar os trofeus que vão ganhar no mundial de futebol que se avizinha? Numa loja de penhores?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:14


Walt Whitman

por Inútil, em 05.08.05
Apesar de não me considerar grande apreciador de poesia, Walt Whitman é um dos meus escritores de eleição.
Deixo aqui uma citação do seu livro "Canto de mim mesmo".

"Existo como sou, e isso basta,
Se mais ninguém o sabe, fico satisfeito,
E se todos e cada um o sabem fico satisfeito.

Há um mundo que o sabe e é sem dúvida o mais vasto para mim, e esse sou
eu próprio,
E se o reconheço hoje ou dentro de dez mil anos ou dez milhões de anos,
alegremente o posso aceitar agora, ou alegremente o posso esperar."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04


Doenças

por Inútil, em 04.08.05
Noutro dia, por curiosidade, entreti-me a folhear uma enciclopédia médica. Quando acabei, senti que a mais agreste das gripes é uma benção quando comparada com outras doenças. Não só pelos sintomas, mas também pela simplicidade do nome.
Comecei pelos "Sindromas de" e pelas "Doenças de". Sempre achei piada às doenças que possuem o nome da pessoa que as teve e pela primeira vez lhes arranjou o nome. Gosto de imaginar o Sr Parkinson a tentar manter a mão fixa para escrever o nome da sua doença no registo e o Sr Alzheimer a tentar lembrar-se do nome que criara para a sua maleita, sem sucesso.
Passo a nomear os mais interessantes.
Em Sindromas temos:

Sindroma de Cushing
Sindroma de Dumping
Sindroma de Guillain-Barré
Sindroma de Korsakoff
Sindroma do arco doloroso (talvez proveniente da excessiva prática de actividades Sado-Maso)

Se tivesse um mas pudesse escolher qual, optaria pelo de Guillain-Barré. Seria a vedeta dos centros de saúde. Pessoas com banais gripes, comuns pneumonias e um formidável paciente com o Sindroma de Guillain-Barré. Muito in, n'est-ce pas? Já agora, o Sindroma de G-B surge quando o corpo cria anti-corpos contra os seus próprios nervos, causando fraqueza muscular.

As Doenças:

De Bornholm
De Buerger
De Chagas
De Hansen
De Hodgkin
De Paget
De Perthes
De Reiter

Nenhuma delas tem um nome que pareça ser apelativo ao paciente. Inicialmente, achava que se tivesse que optar por inserir uma destas num B.I. clinico, a doença de Hansen seria a escolhida. Fui ver os sintomas e cheguei à conclusão que Doença de Hansen é um nome catita para Lepra.
Obviamente, mudei de ideias.


Outras doenças, estas com nomes não muitas vezes ouvidos:

Amenorreia
Ancilostomíase
Azoospermia (parece um instrumento musical aborigene, não é? mas não é.)
Bilharzíase (estranhamente, não está relacionada com o famoso jogo de salão)
Blastomicose
Chalázio
Cretinismo (vitima famosa desta doença: Alberto João Jardim)
Dança de São Vito (Espasmos musculares involuntários. Um médico com um estranho sentido de humor chamado Vitor deve ter achado graça à ala dos internados com esta doença, daí o nome)
Dispareunia
Enterobiose
Esteatorreia
Fecaloma
Hipospadias
Ileite Regional
Invaginação Intestinal
Leishmaniose
Mesotelioma Pleural
Onicofagia
Osteomalacia
Oxiuríase
Papiledema
Pielonefrite
Subagudo
Uveíte
Vitiligo


Se algum dia forem acometidos de alguma destas maleitas, é natural que com nomes destes se sintam importantes, com a moral em alta! Poderão ter diálogos do género "epá, ando abatido com uma gripe daquelas..." e responder com um lacónico "gripe?? pftt... amador! não me contento com menos de uma Leishmaniose".
Todavia, poderão igualmente sentirem-se doentes e deprimidos ao verem os vossos membros a caír pelo chão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:03


Folheto de campanha

por Inútil, em 04.08.05
Está perto o referendo sobre a interrupção voluntária da gravidez.
Vigorosas campanhas pró-vida e pró-interrupção aproximam-se.
O Inútil soube de fonte segura junto do movimento pró-vida (são aqueles que gostam de crucificar parteiras e apedrejar mulheres que não queiram ter rebentos) que uma afamada escritora portuguesa (ou que pelo menos tenta sê-lo) especializada em criar universos cor-de-rosa com personagens burgueses e de ideologias de direita, foi contactada pelo dito movimento para criar um folheto apelativo ao Não no referendo sobre a interrupção voluntária da gravidez.
O referido folheto, ao que tudo indica, será uma mistura de "I'm in love with a pop star" com "Hamlet", de Shakeaspeare.
Assim, em vez do principe da Dinamarca, a protagonista será Carlota Magalhães, Mitúxa para os amigos. Muito sucintamente, o argumento será algo assim:
Mitúxa é uma simpática moçoila que habita na Quinta da Marinha, filha de latifundiários e que tem um caso fugaz e secreto com Sassoulé, um atraente trolha das redondezas. Se se soubesse, seria a desonra da familia. Algumas semanas após uma noite de amor carnal com Sassoulé, Mitúxa descobre que está grávida. Dividida entre ter o fruto da sua relação proíbida com Sassoulé ou ir a uma clinica privada em Espanha, fazer um aborto e consequentemente ser ostracizada pelos pais, Mitúxa terá que tomar a decisão mais dificil da sua vida.
Esperam-se lágrimas dos leitores na parte do folheto em que Mitúxa, olhando para um pacote de fraldas na mão, se interroga com um estremecedor "Ser ou não ser, eis a questão".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:35



Sobre o Inútil

foto do autor


Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Anónimo

    Pelo seu artigo logo se vê que o amigo não conhece...

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...