Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Os ódios de estimação

por Inútil, em 15.11.07
É impossível gostar de toda a gente.
Amam-se uns, odeiam-se outros e fica-se indiferente quanto ao resto. Certo?
Errado.
Falta aqui uma categoria, os ódios de estimação.
Ter um ódio de estimação a alguém não equivale a dizer "não suporto esse gajo, não posso com ele nem com molho de tomate". Longe disso.
Um ódio de estimação não engloba só sentimentos de repulsa. É antes toda uma complexa mescla de juízos de admiração, asco, respeito e malquerença.
Podemos execrar essa pessoa a ponto de não a querermos ver à frente, mas não conseguimos deixar de sentir algum apreço pela figura.
Amamos odiá-la.
Confuso, não é? É por isso que os ódios de estimação, quando existem, são sempre em quantidade limitada. Pois já como dizia o meu professor de história no secundário, "as melhores fragrâncias vêm sempre nos frascos mais pequenos".
Pessoalmente, tenho vindo a nutrir uma pequena lista de ódios de estimação.
Miguel Sousa Tavares, por exemplo.
De cada vez que vejo o homem falar de futebol, só me dá vontade de desfazer a televisão a golpes de marretada. Mas adoro a escrita dele. É uma figura de pose altiva e peralta que parece conseguir congregar toda a arrogância do mundo na sua pessoa, mas sempre com uma capacidade crítica inteligente e acutilante. E faz tudo isso com uma elegância descomunal.
Rui Santos tenta imitá-lo, mas não faz melhor que aspirar a ser um insípido reflexo do jornalista.
É por isso que MST é um ódio de estimação e Rui Santos um panhonha de quem é impossível gostar.
Abominar tremendamente alguém não é um ódio de estimação. É um ódio coerente. Ou um ódio permanente. E desses tenho muitos.
Afinal de contas, é muito mais fácil antipatizar automaticamente com alguém do que perder um bocadinho de tempo e deixarmo-nos cativar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:22


8 comentários

De Inútil a 16.11.2007 às 14:41

Wednesday - E o questionário? Hum?

Sara - Sim, eu também embirro com apresentadores de televisão que cantam o tirolês.

De Sara a 16.11.2007 às 11:41

Eu tenho um certo problema com o José Figueiras.

De wednesday a 16.11.2007 às 09:35

Eu sei que tenho alguns desses ódios, mas agora não me apetece pensar neles:P

De Inútil a 16.11.2007 às 01:57

Pearl - Acho que é mais um misto de ódio e respeito ou admiração.

Marisa & Rita - Toda a gente tem pelo menos um! É questão de procurar melhor.

Aive - Obrigada!!

De Rita a 15.11.2007 às 23:29

Estou com a Marisa!

De Sooty And Aive a 15.11.2007 às 21:09

muitíssimo bem exposto, carago!

De Marisa a 15.11.2007 às 20:48

Estive aqui a pensar... e acho que nao tenho nenhum odio de estimação por alguem!...pode ser que amanha me ocorra algo :P

De Pearl a 15.11.2007 às 11:31

He he...

Segundo compreendi odio de estimação é aquele que gosta de se ter! Aquele a que me refiro, gosto de odiar o fulano de tal...
Ou é um misto de ódio e amor, impossiveis de dissossiar?
OU é um misto das duas hipóteses anteriores?

Comentar post



Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...

  • Chico

    Claro que o culturismo é óptimo! Eu sou um grande ...