Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Pequeno balanço das festividades

por Inútil, em 28.12.09

- Comi que nem um condenado. Não foram poucas as vezes que a lampreia de ovos andou montada no leitão a fazer rodeo no meu estômago. Resultado? Ataques de T.R. (que é como quem diz Tripa Ressentida).

 

- Visto o M, mas toda a roupa ofertada foi na base do L. As pessoas do meu círculo familiar andam desesperadamente a precisar de uma consulta no oftalmologista.

 

- Sabemos que a última réstia da nossa masculinidade está a ser seriamente posta em causa quando nos é dado como prenda o livro de receitas da Popota.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:57

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00


Haroldo

por Inútil, em 21.12.09

Falei-vos aqui há tempos no fantástico talento que os brasileiros têm para traduzir títulos de filmes, séries e afins. Há que dar a mão à palmatória e louvar toda aquela criatividade. Traduzir The Godfather por O Poderoso Chefão e converter Charlie's Angels 2 num Panteras Detonando não é tarefa ao alcance de um ser humano normal. De um imbecil, talvez. Mas nunca de um comum mortal.

E dizem vocês "epá, ò Inútil, não sejas assim que isso de traduzir nomes de filmes é coisa para ter alguma margem de manobra". E eu até comia essa, sim senhor. Até descobrir que a minha banda desenhada favorita, Calvin & Hobbes, também teve direito a tradução do outro lado do oceano. Parece que lá para aqueles lados, o afável tigre amigo do Calvin dá pelo nome de... Haroldo.

Sim, leram bem.

Calvin & Haroldo.

É de uma cretinice elefantina, gaita. Não faço ideia mas depreendo que por lá também sejam populares as aventuras do Lucas Sortudo (Lucky Luke) e o seu cavalo, o Saltitão Alegre (Jolly Jumper). Ou que as criancinhas vibrem a ver desenhados animados do Tomás & Jerry.

Deviamos ter incluido uma cláusula com esta merda no novo acordo ortográfico. Em versão mandamento, de preferência. "Não cometerás atrocidades com a tradução de títulos de obras culturais anglófonas".

Agora... Haroldo?!? Não me lixem...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:21

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:04


O romance está muito sobrevalorizado

por Inútil, em 21.12.09

Ele: Sabes, quando vejo o céu penso em ti. Para mim, tu és como as nuvens.

Ela: Ah, tão querido... Achas-me fôfa também?

Ele: Não... mas quando te vais embora, o dia fica lindo e radioso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:50


Carta ao Pai Natal

por Inútil, em 02.12.09

Querido Pai Natal, olá.

Como estás? Desculpa tratar-te por "tu", mas acho que uma figura tão afável como tu dispensa coloquialismos. Além disso, já nos conhecemos há 28 anos. Como o tempo passa...

Bem, acho que podemos dispensar o resto das formalidades porque sei que nesta altura do ano és um gajo ocupado. Até te poupo o trabalho de ires ver à tua lista se me portei bem ou mal este ano. Sou um rapaz modelo, Pai Natal, bem comportado como poucos. Nem te guardo ressentimentos por teres ignorado todas as minhas cartas até hoje. Por mais de dez vezes te pedi um Benfica campeão, mas tu nada, fizeste quase sempre orelhas moucas.

E quem diz o Benfica campeão, diz o pedido de hospedares em minha casa a selecção sueca de natação feminina ou a bicicleta que te pedi aos 12 anos (ainda hoje te culpabilizo por não saber andar de bicicleta, pá).

Mas águas passadas não movem moinhos. Concentremo-nos no presente.

Primeiro, quero o Benfica campeão. Até agora, estás a fazer um bom trabalho com isso (talvez inspirado pela antroponímia messiânica do treinador do Glorioso).

Depois, quero um trabalho catita. Nem precisa de ser com um grande ordenado. Qualquer coisita que me dê gosto e o suficiente para pagar as contas e viver desafogado. Não sou esquisito nisso. Vou ser esquisito, isso sim, com o meu próximo pedido: uma namorada nova. Bonita, bem-humorada, inteligente, sem desequilíbrios hormonais de relevo e uma personalidade estável e descomplicada. Ok, ok... talvez seja pedir demais. Vá, basta obedecer a 4 dos requisitos, só para te facilitar a tarefa. Vês como até sou um gajo porreiro? O resto deixo ao teu critério. Como é óbvio, dispenso outra operação ao joelho, nova situação de desemprego, relacionamentos instáveis e todas as outras situações bizarras e kafkianas com que me presenteaste este ano.

Vá, meu amigo, está na hora de arregaçar as mangas e começar a fazer jus à tua reputação.

Até para o ano, um grande abraço com votos de bom trabalho.

O teu amigo

 

Inútil

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43


Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...

  • Chico

    Claro que o culturismo é óptimo! Eu sou um grande ...