Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Aye Coño!

por Inútil, em 02.04.09

Aqui há tempos, escrevi sobre a inesgotável reserva de imaginação e criatividade que existe na indústria de filmes para adultos. É sinceramente uma coisa que me diverte. Os argumentos, as bandas sonoras e, acima de tudo, os títulos.

Pensava que os títulos deste género de filmes quando traduzidos para português eram o auge da paródia.

Convenhamos, "Eu Sei Quem Vocês Comeram No Verão Passado" é um título francamente mais apelativo que "Recordações da Casa Amarela" ou "A Corte do Norte".

Talvez as receitas geradas pelos filmes de origem nacional fossem mais elevadas se as produtoras contratassem escribas criativos à indústria porno para conceberem títulos com uma maior probabilidade de suscitar a curiosidade do grande público.

O filme "Quaresma", por exemplo, poderia muito bem ter sido alterado para um mais prolifico "Cu à Resma". Houve falta de visão e, consequentemente, falta de receitas. Mas isso já são contas de outro rosário.

Ora, resumindo, se estes títulos em português têm a sua piada, o que dizer quando surgem em espanhol? Não sei. São aos pontapés, igualmente hilariantes e há para todos os gostos. Para simplificar a coisa, o melhor talvez seja mesmo catalogar meia-dúzia deles.

Comecemos então pelos gastronómicos:

 

- Constantino Tiene Un Gran Pepino.

 

Simples, conciso e frontal. É Marketing Directo na sua forma mais simples. Como é óbvio, conta a história de um vendedor de produtos hortofrutícolas que possui entre o seu stock uma hortaliça curcubitácea de tamanho considerável. Era um bom filme para ter sido realizado pelo Engenheiro Sousa Veloso.

Há também os anatómicos:

 

- Cura Depravado Busca Coño Depilado; Yo, Mi Rabo E Irene.

 

Não há muito a dizer acerca destes. Se o primeiro título dispensa explicações, a segunda obra aparenta ser uma linda história de amor entre o interlocutor e uma senhora de seu nome Irene, provavelmente a sua proctologista.

Adiante. Depois destes, temos ainda os acusatórios:

 

- Alguien Penetró En El Nido Del Cuco.

 

 Está lançada a suspeição. O ninho do cuco foi vilipendiado por amigos do alheio e o autor de tal infame judiaria permanece no anonimato. Aparenta ser uma versão cinematográfica de um qualquer livro de John Grisham, realizado por Sá Leão e com argumento de activistas da Quercus. Promete.

 

É certo que faltam aqui verdadeiros clássicos instantâneos como Cabalgando A Miss Daisy, La Noche De Los Zombies Calientes ou ainda o kafkiano Rabocop, Mitad Hombre, Mitad Polla, Todo Policia, mas enunciar títulos deste género seria uma tarefa tão extensa e penosa como analisar os erros de arbitragem contra o Benfica perpetrados nos últimos dez anos. Ficamos por aqui e quem quiser aprofundar a pesquisa que o faça, pode ser?

Vale, coño.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:38


Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...

  • Chico

    Claro que o culturismo é óptimo! Eu sou um grande ...