Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




As minhas resoluções

por Inútil, em 04.01.09

É sempre assim.

Muda o ano, o calendário recomeça do zero, diz-se mal do ano transacto, perdão, transato (três vivas ao novo acordo ortográfico), anunciam-se expectativas gloriosas e mudanças revolucionárias para o ano vindouro e duas ou três semanas depois volta-se a cair na habitual rotina.

Sendo assim, porquê continuar a comer as doze passas e fazer resoluções de ano novo? Basicamente porque é sempre bom sonhar com objectivos inalcançáveis.

Não sendo excepção, também eu tenho as minhas atiladas e ponderadas resoluções para um melhor 2009.

- Viajar mais, sair da cidade. Talvez apanhar boleia para a Tanzânia e passar uma temporada com os gnus no Serengeti. Aposto que lá não há engarrafamentos, trânsito e que os gnus não conduzem o mais à esquerda possível.

- Mais cuidado com a alimentação. A vaca vai deixar de correr perigo de extinção. Vou-me alambazar em tofus, seitans, sojas e outras bodegas sintéticas como se não houvesse amanhã. Talvez plantar um feijoeiro no quintal e viver só de raízes cruas como aquele maluquinho holandês que vive mais a sua seita ali para os lados do Algarve.

- Mais cuidado com o corpo. Fazer mais desporto, talvez aspirar a bater o recorde nacional de uma qualquer prova de atletismo. Lançamento do peso parece-me bem. Estou a ficar com braços musculados graças às canadianas e desde que vi o Marco Fortes dizer que treinar cedinho é chato porque "de manhã é para estar na caminha" decidi que este é o verdadeiro desporto dos campeões.

- Aguentar a fisioterapia como um homenzinho. Não vão cá haver lágrimas, gritos de menina, pedidos de misericórdia, confissões falsas para evitar mais tortura. Não senhor, vai ser mesmo à macho. Com gritos, urros animalescos e uma fita vermelha amarrada à testa.

- Poupar para um PPR. Com 27 anos vou passar a viver como um Ebenezer Scrooge dos tempos modernos. Um par de calças e outro de calções chega-me perfeitamente para 365 dias, a comida da sopa dos pobres não tem assim tão mau aspecto, andar à boleia parece-me ser uma actividade interessante e os produtos culturais como livros, filmes e peças de teatro estão imensamente sobreavaliados. No poupar é que está o ganho.

- Enriquecimento espiritual. Talvez aderir a uma seita qualquer que faça exorcismos. À alma e à carteira. Possivelmente à IURD ou aos Manás. Entrar para uma abadia é capaz de não ser má ideia. Matava dois coelhos de uma cajadada, poupança e enriquecimento espiritual. É mesmo capaz de ser o melhor. Aliás, já não tenho assim tanto cabelo, pelo que o visual já está meio conseguido.

- Enriquecimento relacionamental. Casar, ter filhos, adoptar uma criancinha refugiada qualquer, comprar um cão, escrever um livro e plantar uma árvore. Isto numa fase inicial. Numa fase mais avançada, bater na mulher, bater nos filhos biológicos, deportar o adoptado, pontapear o cão e urinar na árvore. Há que honrar a tradição portuguesa.

- Estar receptivo a novas experiências. Vou fazer danças de salão, aprender a falar swahili, assistir a um concerto do Tony Carreira, ver de fio a pavio o programa infantil da Luciana Abreu, comprar o CD do Angélico e ouvi-lo todinho com muita atenção, ver um jogo do Glorioso sem vociferar, pular da cadeira ou dizer asneiras, fazer depilação definitiva às pernas, juntar-me aos Hare Krishna, aprender a andar de bicicleta.

- Acabar com os vícios. Trocar o cigarro pelo tradicional palito, caracóis vão passar a ser acompanhados com cházinho, acabar com os coiratos e inovar com as empadas de couve lombarda.

- Aspirar a uma vida mais zen. Conduzir com mais calma, não insultar os velhinhos que insistem em conduzir a 60 km/h na faixa do meio, não buzinar como se fosse um arauto da desgraça a anunciar o fim do mundo, expressar sempre a verdade quando me pedirem opinião, seja para dizer a um amigo que anda a descurar a sua higiene pessoal ou que é preciso ser muito nabiço para se pensar que peúgas cor-de-rosa combinam bem com calças de bombazine pretas.

- Ser realista mantendo expectativas fantasiosas para o futuro. Tornar a fazer novas resoluções daqui a um ano. E voltar a não as cumprir.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:29


2 comentários

De CHAU a 09.01.2009 às 00:51

Oh, inútil !!! Gostei muito do post excepto uma coisa pá... o nosso Glorioso !!! Não falaste da resolução tipo deixar de apoiar o Benfica neste ano 2009 !!! Pode ser que assim o Benfica consiga ser campeão, conseguindo assim ter acesso directo à Liga dos Campeões e ganhar a Taça Carlsberg !!! :P Abraço !!!

De Inútil a 19.01.2009 às 17:26

Epá, não agoiremos. A coisa tem andado a correr bem nos últimos jogos, ajudas dos senhores do apito à parte, é melhor não almejar muito mais que isto.

Comentar post



Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...

  • Chico

    Claro que o culturismo é óptimo! Eu sou um grande ...