Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mãezinhas incomodativas

por Inútil, em 27.03.08

Detesto quando estou ao lado de uma mamã com o seu rebento e ela me usa como pretexto para pôr o puto a fazer alguma coisa que não quer.

Já apanhei uma numa sala de espera de um laboratório de análises, com um miúdo em lágrimas, bastante relutante em ir prestar serviço como almofada de alfinetes. Olhou para o meu semblante valente e disse à criança "Olha, estás a ver? O senhor não chora, não tem medo porque aquilo não dói nada. Não é, senhor?".

Sempre acreditei no poder da sinceridade, pelo que lhe respondi "Não dói? Não dói pouco! Só não fujo daqui a sete pés porque já as paguei!". O miúdo começou a gritar ainda mais e a mãe não gostou. Bem feita, não me tivesse perguntado.

Porquê esta pancada? A criançada não tem exemplos suficientes em casa? É preciso arranjar heróis inspiradores para a pequenada entre desconhecidos na rua? Que raio de pedagogia é essa? Além do mais, é sempre um risco recorrer a essa técnica educativa do modelo exemplificativo pois nunca se sabe o que é que o inquirido vai responder. É uma incógnita tremenda.

A mãezinha que estava ao meu lado no café há bocado, a tentar fazer com que o seu herdeiro comesse uma malga de salada, devia ter pensado nisso.

"Olha, estás a ver? Este senhor fez dói-dói na perna porque não comeu os legumes todos. Não é, senhor?", perguntou-me ela, enquanto me piscava o olho de forma cúmplice.

Olhei para o puto e disse-lhe "Não, por acaso aleijei-me porque tropecei num repolho. Por isso, foram os legumes que me fizeram dói-dói na perna. Se não fossem os legumes, agora andava direito, sem canadianas". 

O puto riu-se. A cara da mãe deixava transparecer uma imensa vontade de me sovar com talos de couve.

Lá está. Comer legumes não faz dói-dói na perna mas dá cabo do sentido de humor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:06


11 comentários

De carochinha a 27.03.2008 às 16:26

aaah tou a ver que ainda não experimentaste as delícias do "vá lá, não chores, porque senão aquele senhor ali zanga-se contigo!"

De Inútil a 27.03.2008 às 16:28

Been there, done that.

De Mim a 27.03.2008 às 16:55

Delicioso!!

Deixei-me disso quando na adolescência os meus pais encontravam amigos que não viam há muito e diziam "que crescida que estás! Eras asim, bebé..." e eu respondia "Segui o curso natural da vida. Não era suposto ser desse tamanho para sempre, pois não?". Todos disfarçavam um sorriso amarelo e a conversa do "andei contigo ao colo" acabava ali.

De umdiadepoisdooutro a 27.03.2008 às 18:33

Sim senhor, concordo plenamente.
Nade de se mentir à crianças, até porque elas nos apanham sempre nas nossas mentiras mesmo que bem intencionadas.
Nada de prometer coisas que não se podem nem tencionam cumprir, nem dizer mentiras só para que façam o que queremos.
Logo vão perder a confiança em nó, porque quem mente uma vez...
Esta é a pedagogia que tento aplicar com o meu filhote.
Não é a mais fácil, mas penso que no futuro dará os seus frutos...

De Cabra Expiatória a 27.03.2008 às 23:59

Finalmente alguém que toma a atitude correcta... Gostei, a sério.

Só resta perguntar ONDE É QUE ANDAVAS QUANDO A MINHA TIA TENTAVA IMPINGIR ME A PORRA DO ESPARREGADO???

Tinhas dado uma ajuda....

De Inútil a 28.03.2008 às 03:44

Estavas tramada. Por acaso, gosto bastante de esparregado.

De tacita a 28.03.2008 às 12:31

Tens toda a razão, o que não é muito comum, mas pode acontecer, aliás, as excepções confirmam as regras, não é?
Sabes o que odeio ainda mais profundamente do que essas mães se dirigirem a mim como " a senhora"? Quando não calam os rebentos nos restaurantes ou nos comboios, a semana passada fui 40 minutos com um miúdo aos berros a gritar " come a papa Joana come a papa", enquanto a mãe muito orgulhosa dos dotes vocais do príncipe , evidentemente era surda, o incitava a continuar e eu dava passos cada vez mais gigantes no sentido desse mundo obscuro que é o dos serial killers .

De Inútil a 28.03.2008 às 15:34

Também não suporto nada isso. Isso e as birras dos putos nos supermercados ou porque querem um chocolate ou porque querem um action man.
Sim, já estiveste mais longe de dar entrada nesses meandros.

De Anónimo a 31.03.2008 às 21:40

Concordo contigo em relação à primeiraparte "...ah e tal...o senhor tal..." é mesmo irritante pois devem ser os próprios pais a ensinar com verdade e não fazer chantagem emocional!! Em relação aos meninos que fazem birras nos supermercados, devo dizer. É normal que o façam uma, duas, três vezes, pois só com vários NÃO aprendem os limites, pois a partir daí já aceitam o não como algo natural. É inevitável que tenhamos que levar os filhos ao supermercado (não é omeu programa perferido, confesso!) e que isso aconteça. Quando fazem birra, é muito mais fácil dizer "o que queres?", mas será que são estas crianças agora, adultos depois que queremos educar? A não tolerarem um NÃO porque não gostam de ser contrariados? Neste caso, os outros (tu, eu enquanto espectadora) temos mesmo que aguentar. É que é mesmo para o bem de todos. Olha, os espectadores que se lixem...

De Anónimo a 31.03.2008 às 21:40

Concordo contigo em relação à primeiraparte "...ah e tal...o senhor tal..." é mesmo irritante pois devem ser os próprios pais a ensinar com verdade e não fazer chantagem emocional!! Em relação aos meninos que fazem birras nos supermercados, devo dizer. É normal que o façam uma, duas, três vezes, pois só com vários NÃO aprendem os limites, pois a partir daí já aceitam o não como algo natural. É inevitável que tenhamos que levar os filhos ao supermercado (não é omeu programa perferido, confesso!) e que isso aconteça. Quando fazem birra, é muito mais fácil dizer "o que queres?", mas será que são estas crianças agora, adultos depois que queremos educar? A não tolerarem um NÃO porque não gostam de ser contrariados? Neste caso, os outros (tu, eu enquanto espectadora) temos mesmo que aguentar. É que é mesmo para o bem de todos. Olha, os espectadores que se lixem...

De mik@ a 28.03.2008 às 17:03

loool tu és terrivel.

eu devia ser uma santa criança que só fazia birras em casa pra não comer a sopa. em publico ate me portava bem... ;P

Comentar post



Sobre o Inútil

foto do autor


Para twittar

http://twitter.com/Sem_Utilidade

Onde é que anda aquilo?

  Pesquisar no Blog





Comentários recentes

  • Goretti Nunes

    Olá,Estou neste momento a elaborar a minha dissert...

  • Anónimo

    Pessoal a culpa nao e dele....a culpa e da mae que...

  • Anónimo

    Vai la e experimenta

  • ana maria

    Experimentei o frizante Castiço na cidade de Coimb...

  • Chico

    Claro que o culturismo é óptimo! Eu sou um grande ...